sexta-feira, 5 de março de 2010

Povo Alado

Hoje eu estava refletindo o porquê do fascínio que o mundo das abelhas provoca em algumas pessoas, ao ponto de passarmos, como eu passei, um bom tempo com abelhas, mel, flores, etc. na mente; ficarmos sonhando acordados com aquelas pequenas criaturas em seus lares.
Talvez seja o fato de que, diferente do nosso mundo, ou do meio, ou meios sociais desenvolvidos pelos homens no decorrer de sua história, acabamos por vislumbrar nesse pequeno mundo algo próximo do que poderíamos considerar como ideal em termos de sociedade.
Parece que cada membro da colônia tem a sua atividade própria e isso é feito sem conflitos, sem tumultos. Simplesmente todos vivem tendo como princípio que devem estar à mercê da colônia, do desenvolvimento da colônia, da perpetuação da colônia.
Então temos um pequeno mundo organizado, seguindo um padrão de conduta onde a máxima é servir aos próximos, à geração que irá perpetuar a colônia. E daí a lição de que no mundo pode sim, seres vivos viverem para os outros, sem egoísmo. Esse ideal as abelhas alcançaram.

Um comentário:

Paulo Romero disse...

Amigo Francisco,
muito boa,essa sua reflexão seria muito bom se nós seguíssemos o exemplo das abelhas:organização,trabalho,disciplina,obediência,respeito e,principalmente ajuda mútua.

Um abraço.

Paulo Romero.
Meliponário Braz.
João Pessoa,PB.